sábado, 31 de outubro de 2009

A gota d’água




Chega de me moldar à sua inconstância. De te querer no fim de semana e ficar insegura se isso vai, de fato, se concretizar na sexta. Chega de você e do seu ‘papinho groselha’. Eu sou boa o bastante pra gostar mais de mim, de me querer inteira. Boa o bastante pra te olhar e perceber que eu não preciso disso. Eu não preciso. Já disse a mim mesma, um milhão de vezes: ‘’Ei otária, vai seguir seu rumo, sua rota, sua direção.’’ Teimo. Mas ultimamente tenho andado meio esgotada. Esgotada ao ver que você faz da sua vida e da minha, o que bem entende. Basta, agora deu. Não vou esperar por ninguém, viver pra ser feliz é o melhor jeito de encarar a vida, não tem como viver esperando por algo ou alguém. Cansei dessas esperas intermináveis. Ou vai, ou racha. Como já dizia um amigo, ‘’nego dividido não se cria’’. E eu cansei de divisões, de metades, de coisas que chegam a mim incompletas. Quero por inteiro, eu mereço o inteiro.
Adotei uma nova filosofia, “o que é pra ser nosso ninguém tira”.. ninguém e nem as suas malditas festas :). E tenho dito, se for pra estar ao meu lado que venha por completo, nada de meio, metade. O gosto da metadinha de um Trident dura muito menos, não?!

2 comentários:

Jéssica Felix disse...

'viver para ser feliz é o melhor jeito de encarar a vida'

to contigo e não abro mão, do seu lado sempre!

Marcos Kastro disse...

Olá, Suzana...sou taurino,rs, e resolvi seguir-te. Gostei dos teus textos e da estética do teu blog. Sou poeta, quer dizer sou um poeta ex-traño e gosto de conhecer o pensar de pessoas legais, em meio ao verdadeiro deserto de almas em que me encontro.
É isso e não mais que isso ou aquilo. Um beijo poético e um afago em teu coração. Paz e Harmonia.

Postar um comentário